sábado, 11 de abril de 2020

Os Waimiri Atroari


Outros nomes: Kinja, Vaimiry, Crichaná.
Habitavam os estados: Amazonas e Roraima, com uma população de 1.120 (de acordo com a última coleta de dados). Sua família linguistica é a karib.

Sua terra abrange a Amazônia brasileria, entre o norte do Amazonas e o sul de Roraima. Habitam a região à margem esquerda do Baixo Rio Negro, nas bacias dos rios Jaiaperi e a Camanaú e seus afluentes os rios Alalaí, Cúriau, Pardo e Santo Antônio do Abonari.

Há muito tempo, antes da presença de invasores e degradadores, esse território Kinja Itxiri (terra de Kinja) abrangendo os rios Uruubu, Uatumã e Anaiá. Dados cencitarios do final do século XIX e início do século XX a população chegará a 6 mil pessoas.

Mas com os excessivos conflitos, invasões, dizimações em 1970 a população chegava de 500 à mil pessoas somente em dados não mais em censos aplicados. Mesmo assim com todos esses fatores agravantes em 1988 a população chegou a 378 oficialmente.

Em dezembro de 2001 essa população chegou a 913 pessoas divididos em 19 grupos locais que compõem os três aglomerados.

Em 1987 foi lançado o projeto Waimiri Atroari baseando se na suavização de impactos ambientais causados pela usina hidrelétrica de Balbina que previa ações beneficentes nas áreas da saúde, educação, meio ambiente, apoio à produção, vigilância dos limites, documentação e memória.

A proposta foi aceita pela FUNAI e a Eletronorte, sendo a primeira executora, a segunda financiadora do projeto. A partir desse convenio, a área foi demarcada e homologada em 1989.
Taxa de crescimento vegetativo --> 5,68% ao ano
Atendimento médico e odontológico
Educação escolar, conduzida por eles mesmos.

By.: Anne e Diana

domingo, 24 de abril de 2011

Quando o homem invade as aldeias waimiri atroari.

"Os Waimiri Atroari viam seu territorio ser invadido por exploradores de recursos naturais (peles de animais, castanha, batata, etc) e, contra esses invasores, armavam -se de arco e flecha. A fama de valentia desse povo chegava até a capital do Amazonas e expedições militares eram organizadas para tentar retaliar toda a comunidade indígena." 


A cobiça pelas terras pródigas fez com que o homem "civilizado" invadisse as aldeias waimiri atroari. As invasões começaram nas cidades de Moura e Airão por volta do século XIX quando os índios somavam ao todo uma população de 6000 indígenas. Os primeiros contatos aconteceram com ajuda de militares da região, que talvez não imaginassem consequências tão bruscas. As doenças que os "brancos" carregam são desconhecidas para os índios e devido aos contatos causou um surto epidémico de doenças exógenas, diminuindo intensamente o número de waimiris.

No final de 1960 o governo do Amazonas e do território federal de Roraima solicitam ao SPI a pacificação dos indígenas no menor tempo possível, para iniciar a construção da rodovia Manaus/Caracaraí para evitar conflitos entre os indígenas e os trabalhadores de estrada. Trocando "brindes" por objetos confeccionados pelos Waimiri Atroari atraindo assim, os índios para lugares estrategicos distantes da estrada. 

Atualmente a aldeia está se recuperando e já passou de 374 para 970 segundo dados seguros e confirmados.


By.: Valéria Brito e Joyce

Followers

Tecnologia do Blogger.